terça-feira, 23 de outubro de 2007

Tropa de Elite

O filme Tropa de Elite, indubitavelmente, entrou para a história do cinema brasileiro. E isso foi antes mesmo de de sua estréia.Vendido em centros de todas cidades brasileiras pela quantia modesta de R$5,00, o filme conta a história de policiais do Bope (Batalhão de Operações Especiais do Rio de Janeiro), em especial o seu capitão.

A película narra explicitamente a relação promíscua da polícia militar com o crime e as práticas de tortura e imoralidades do esquadrão especial que não se deixa subornar.

O filme dirigido por José Padilha é baseado no livro Elite da Tropa, escrito por dois ex-policiais do Bope pelo antropólogo Luiz Eduardo Soares, ex-secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro e ex-secretário Nacional de Segurança Pública do governo Lula.

O filme é excelente, tanto como divertimento quanto como um instrumento de reflexão, contudo há de se fazer uma ressalva: é inegável que o filme faz uma apologia dos métodos truculentos da polícia e de uma maneira tão convicente que mesmo um espectador "garantista" como eu tem vontade de rever seus próprios conceitos.

Isso é ótimo, é verdade, mas da mesma forma perigoso, pois pode levar a uma inversão de valores, quer seja, a aceitação do Poder Executivo agindo de maneira imoral e ilegal em busca de um bem comum ou então será que os fins justificam os meios?

2 comentários:

Doc. Sin disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Alonso Schmidt disse...

Quando irás tu postar algo novo no blog?